quinta-feira, dezembro 07, 2006

União e luta por um desenvolvimento cada vez mais sustentável: AMUBS

A Associação dos Municípios do Baixo Sul (AMUBS), órgão que tem como presidente Ito Meireles, Prefeito de Taperoá, é atualmente uma das entidades municipais baianas basilares, onde sua atuação efetiva tem mudado os Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) das cidades de Taperoá, Cairu, Camamu, Ibirapitanga, Igrapiúna, Ituberá, Maraú, Nilo Peçanha, Piraí do Norte, Presidente Tancredo Neves. A associação, mediante ações que buscam melhorar a renda, a educação e a saúde, tem propiciado outra realidade bem melhor ao Baixo Sul da Bahia, região também conhecida como Costa do Dendê.

Atuando de forma articulada e integral, esses municípios têm acessado a recursos outrora difíceis de serem conseguidos, o que legitima a união e luta da entidade. Quando a AMUBS foi fundada em 1997, a sua composição inicial era de apenas sete cidades. Pouco a pouco foi-se abrindo um leque de oportunidades para que esses lugares alavancassem o desenvolvimento do Baixo Sul. A importância da associação está justamente no fortalecimento de toda a microrregião a partir do reconhecimento das semelhanças que existem entre os 10 municípios que a compõem.

PARCERIAS E PROJETOS – Sob o comando do incansável prefeito de Taperoá Ito Meireles, este ano, a AMUBS realizou diversas parcerias que vão garantir o apoio financeiro e técnico necessário aos seus projetos. A visita dos técnicos da EMBRAPA à região do Baixo Sul consolidou a relação entre os órgãos e a associação, parceria que já havia sido celebrada com o apoio à cadeia produtiva da mandioca em Presidente Tancredo Neves, contando também com a participação decisiva do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul da Bahia (IDES) e da Fundação Odebrecht. Com a nova parceria firmada, a agricultura familiar de hortaliças passará a ser incentivada, beneficiando especialmente as comunidades onde residem os jovens que participam das casas familiares oriundos dos municípios de Cairu, Nilo Peçanha, Presidente Tancredo Neves e Ituberá.

O objetivo maior é transformar a região em um pólo de produção de hortigranjeiras, suprindo a necessidade de feiras, hotéis e restaurantes, além de garantir uma alimentação mais saudável às comunidades do baixo sul. Outra valiosa parceria firmada foi com o Ministério do Desenvolvimento Agrário que, entre outras possibilidades, objetiva o apoio ao desenvolvimento integral da cadeia produtiva da piaçava nas comunidades quilombolas de Nilo Peçanha, Cairu, Camamu, Marau e Taperoá, os investimentos na produção da agricultura familiar para agregar valor aos produtos e a viabilidade de financiamento para os agricultores familiares e cooperativas dentro do PRONAF.

VALORES E ESFORÇOS - Cooperação, solidariedade, democracia, autogestão, promoção da dignidade e valorização do trabalho humano. Todos estes valores integram o projeto de desenvolvimento sustentável, regional e coletivo que vem sendo implementado pelo programa de formação de Agentes de Desenvolvimento do DIS – Baixo Sul, do qual a AMUBS faz parte. Este programa visa à identificação das cadeias produtivas, o fortalecimento das associações e a promoção de complexos cooperativos, redes de produção, beneficiamento e comercialização. Ao participar desta iniciativa, a associação acredita que o desenvolvimento só é possível através dos esforços coletivos da comunidade, do poder público, de empresas privadas e demais entidades da sociedade civil.

O Baixo Sul da Bahia é uma região que possui patrimônios naturais de grande importância estratégica, como o gás e o petróleo. A AMUBS sabe o valor destes recursos ambientais e pretende transformá-los em oportunidades reais de desenvolvimento para todos os municípios, apostando na distribuição eqüitativa da riqueza entre os mesmos. É pensando dessa maneira que a entidade tem negociado com a Petrobrás e com a El Paso sobre a extração de gás e petróleo na região, uma atividade econômica promissora para o baixo sul. Ressalte-se também a visão do presidente da Amubs que de maneira acertada com a participação dos prefeitos da entidade criou a Câmara de Gás e Petróleo na Amubs servindo de modelo posteriormente para a criação do Conselho de Gás e Petróleo do Baixo Sul da Bahia que é tripartite contando com a participação do Governo do Estado, empresas exploradoras de gás e petróleo e AMUBS.

UNIÃO DE ESFORÇOS - “A visão de união de esforços em prol de benefícios comuns a toda região do Baixo Sul, difundida pela Amubs, é um exemplo a ser seguido pelos demais municípios do Estado”. Estas foram as palavras do governador Paulo Souto ao se referir à Amubs em correspondência enviada à associação. Além de reconhecer a importância da instituição no desenvolvimento integrado da região, o governador parabenizou a Amubs pelo trabalho realizado, ressaltando as parcerias firmadas nas áreas de educação, saúde e geração de emprego e renda.

E as ações efetivas da AMUBS não param por aí. Em janeiro de 2007 a associação irá implantar o Projeto Rondon no Baixo Sul. O projeto será implantado e executado pelo Ministério da Defesa, através do Exército, e a Amubs irá participar da implementação. Equipes formadas por professores e estudantes universitários do Brasil estarão visitando a região para trabalhar em conjunto com os municípios da AMUBS e realizar ações pontuais nas áreas de Saúde, Educação, Esporte, Infra-Estrutura e Agricultura, promovendo um verdadeiro intercâmbio com a população local. É por tudo isso que a AMUBS tem-se destacado por sua atuação, sendo referência não só no Estado, mas também no país, provando que quando há união de esforços, interesses coletivos e valores sociais sérios, tudo é possível. As realizações da AMUBS encontram sucesso e guarida na gesto democrático e parcerizado implantada pelo presidente Ito Meireles que em perfeita consonância com os demais prefeitos associados formula ações que geram resultados positivos para o desenvolvimento sustentado do Baixo Sul.