quarta-feira, dezembro 06, 2006

Entidades assistenciais elogiam programa de agricultura familiar

Dirigentes de 15 entidades assistenciais conveniadas com a Secretaria de Agricultura e Turismo defenderam a continuidade e a ampliação dos programas de produção de alimentos através da agricultura familiar, o que vai permitir um melhor atendimento a pessoas carentes, fortalecendo as ações de inclusão social e a diversificação da produção rural. O Programa de Aquisição de Alimentos coloca no mercado local todos os meses cerca sete toneladas de produtos num projeto que mobiliza quase 200 pequenos produtores cadastrados pelo governo municipal.

Para Denise Maria da Hora, administradora do Abrigo São Francisco, o PAA é um programa importante porque, além de gerar renda e integrar famílias de pequenos produtores ao processo produtivo, também abrange entidades assistenciais. O abrigo atende hoje 80 idosos e recebe sua quota de hortifrutigranjeiros produzidos em Itabuna, que em muitos casos são repassados para outras instituições para evitar qualquer desperdício.

A expectativa, para ela, é que o programa tenha continuidade e seja ampliado em 2007, atendendo a um número maior de instituições e de famílias carentes. “Esta é uma parceria que é boa para todo mundo, e que, por isto mesmo, deve ser mantida e apoiada por todos nós”, complementou.

Projeto - Já a coordenadora da Fundação Lar Fabiano de Cristo, Celeste Seara, elogiou o trabalho desenvolvido pela Secretaria de Agricultura e Turismo, destacando a parceria que vem sendo mantida com a instituição que dirige, onde está sendo desenvolvido um projeto modelo de agricultura familiar com seis famílias carentes, um número que poderá ser ampliado no futuro.

Ela ressalta que a horta do Lar Fabiano de Cristo deverá ser ampliada em 2007, com a utilização de uma área de 11 mil metros quadrados, que poderá ser explorada por cerca de 50 famílias da comunidade circunvizinha. Hoje, a produção de hortifrutigranjeiros vem sendo utilizado na merenda da escola e da creche mantidas pelo Lar Fabiano de Cristo, evidenciando que o projeto funciona e atende à finalidade para o qual foi implementado.

O presidente da Fundação da Sagrada Família, Roque Soares dos Santos, explica que o programa tem permitido o fornecimento mensal de cerca de mil quilos de hortifrutigranjeiros que são distribuídos para as 100 famílias atendidas pela instituição: “É um importante programa de inclusão e de valorização social, que deve ter continuidade em 2007”. (Fonte: Ascom de Itabuna)