terça-feira, dezembro 19, 2006

Comitê promove caminhada contra a dengue em Ilhéus

Como parte do conjunto de ações de conscientização contra o Aedes aegypti em Ilhéus, o Comitê Municipal de Mobilização contra a Dengue realiza, nesta quinta-feira (21), a partir das 15h30min, uma caminhada de alerta pelas ruas do centro da cidade. O ato começa na Praça Cairu e percorrerá as principais vias da área comercial.

Agentes de combate à dengue, profissionais de saúde e voluntários de diversos setores estarão na caminhada, que tem o objetivo de manter a comunidade cada vez mais comprometida com as medidas necessárias à eliminação e prevenção do surgimento de focos do mosquito transmissor. Panfletos com diversas orientações serão distribuídos aos transeuntes ao longo do percurso.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, enfermeira Marisa Susmaga, lembra que a campanha contra a dengue começou a ser intensificada no dia 18 de novembro, com as atividades do Dia de Mobilização Nacional. As estratégias seguem diretrizes traçadas pelo Ministério da Saúde, que recomenda aos municípios esforço redobrado contra a proliferação do Aedes aegypti durante o verão.

“É nesse período de calor e de chuvas que o mosquito mais gosta de se reproduzir”, observa a enfermeira, enfatizando a importância de se eliminar potenciais criadouros do Aedes, a exemplo de vasilhas e garrafas destampadas, pneus, pratos de caqueiros e até mesmo cocos e cascas de ovos lançados impropriamente em quintais e terrenos baldios.

Marisa chama atenção para o fato de que “não adianta todo o esforço dos agentes de combate à dengue, se a população não colaborar”. Uma medida que considera imprescindível é manter as caixas d’água bem tampadas e sempre retirar a água que se acumula nos vasos com plantas. “As pessoas devem receber bem os agentes de combate à dengue e, caso tenham imóveis desocupados, é fundamental que verifiquem se neles existem focos da doença”, alerta.

A coordenadora sugere que cada cidadão seja um parceiro do Comitê de Mobilização contra a Dengue. “Este comitê tem feito a sua parte, assim como a Secretaria de Saúde, que tem atuado em todos os ciclos epidemiológicos para garantir o controle dos focos. Basta que a população seja uma aliada desse trabalho para não sofrermos o risco de um surto de dengue”, atesta. (Fonte: Asc om de Ilhéus)