quarta-feira, dezembro 27, 2006

Colégio de Mucugê é um dos destaques baianos na pesquisa Aprova Brasil 2006

Das 33 escolas públicas mapeadas em 14 Estados pela pesquisa Aprova Brasil – O direito de aprender, do Ministério da Educação (MEC), em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), apresentado em Brasília no último dia 19, duas são da Bahia: Colégio Estadual Horácio de Matos, em Mucugê, e Escola Municipal de Maio, Salvador. O estudo mostrou que o que faz a diferença na qualidade do ensino é o comprometimento e a qualidade do professor, a participação dos estudantes, a participação da comunidade e uma prática pedagógica que supere a tradição da sala de aula e o quadro.

A pesquisa, que objetivou identificar colégios onde crianças e adolescentes aprendem mesmo em condições desfavoráveis, evidenciou também que, além dos bons resultados, as escolas têm em comum a localização em pequenos municípios ou áreas urbanas periféricas e alunos de baixa renda. As escolas que fazem parte do estudo tiveram um resultado acima da média nacional na Prova Brasil, realizada pelo MEC no ano passado, que avaliou o desempenho dos estudantes da 4ª e 8ª séries em língua portuguesa (leitura) e matemática.

O Ministro da Educação, Fernando Haddad ressaltou que os valores humanos devem ser estimados nas escolas brasileiras: “O que os estudos indicam é que as relações humanas dentro da escola precisam ser revitalizadas. Em primeiro lugar, o professor acreditar que o aluno é capaz de aprender, e o aluno acreditar no seu professor, ou seja, restabelecer a relação professor-aluno”. Para Marie-Pierre Poirier, representante do Unicef no Brasil, essas escolas são verdadeiros “milagres” que garantem o direito de aprender dos estudantes em condições adversas: “O nosso objetivo é mudar a realidade, ver o que está dando certo hoje e o que tem impacto positivo na vida das crianças”.

ESTÍMULOS - A cidade de Mucugê, situada na Chapada Diamantina, possui pouco mais de 15 mil habitantes. Aqui, onde funciona o Colégio Estadual Horácio de Matos aprovado pelo estudo do MEC, a taxa de analfabetismo entre crianças e adolescentes de 7 a 14 anos é de 35,2%. A média dos alunos da 8ª série do Horácio de Matos foi de 233,97 em português, sendo que a média no país é de 226,6, e 258,05 em matemática, contra a média nacional de 237,5. A hora do recreio é o momento também para estímulos, jogos de xadrez e damas, além de propiciar a concentração e a cognição, também driblam o espaço pequeno do pátio.

A escola funciona em um prédio escolar próprio, mas em condições físicas precárias. São 55 jovens e adultos, distribuídos em 19 salas de aula e um laboratório de informática com oito computadores, sem conexão à internet. A participação dos estudantes em projetos como o jornal mural, uma tarefa da disciplina jornalismo escolar, bem como a rádio comunitária, são alguns dos pontos altos do colégio mucugense. Os alunos também participam da escolha dos conteúdos trabalhados em sala de aula. Dos 18 professores que ensinam no Colégio Horácio de Matos, 22% têm nível superior completo.

REFERÊNCIAS - Na sala de professores há um cartaz com 14 desafios que eles devem vencer durante o ano letivo, como por exemplo, conhecer bem seu alunado e suas referências socioculturais, incentivar o pensamento independente e encorajar a autonomia, entre outros. Segundo a prefeita de Mucugê, Ana Olimpia Medrado, o fato da escola ter sido escolhido no Aprova Brasil é um reflexo do comprometimento da gestão pública, dos diretores, professores e alunos para com a educação. “É de fundamental importância para o nosso município fazer parte dos bons resultados dessa pesquisa, porque isso significa que o Colégio Horácio de Matos está realmente contribuindo não só para a cidade, mas para o Estado e para o Brasil Isso nos dá muito orgulho, provando que nossos esforços não são em vão”, salientou a gestora.

De acordo com o Unicef, os resultados do estudo serão utilizados para o desenvolvimento de programas que apóiem escolas em todo o Brasil, a partir das soluções dos colégios pesquisados. O MEC pretende ampliar a participação, incluindo também as escolas rurais. De acordo com o ministro da Educação, o primeiro resultado da avaliação representa um momento histórico para a educação. “A Prova Brasil é uma radiografia do sistema educacional que ajuda a transformar os estabelecimentos de ensino”, ressaltou. Em 2007 deverá acontecer a segunda edição do Aprova Brasil, que em 2005 reuniu 3.306.378 alunos de 40.290 escolas públicas. “Esse estudo é o primeiro de uma série que queremos realizar para oxigenar a máquina burocrática do Estado”, finalizou Haddad.

1 Comments:

At 10:57 PM, Blogger Piadas said...

Mentira , tudo mentira!
Sou aluno do Colégio Estadual Horácio de Matos , e sei como essa prova funciona perguntam para os pais professores e diretores sobre o colégio . E para quem não conheçe Mucugê esse colégio é uma verdadeira panelinha pessoas ficam jogando paciencia na secretaria e ganham salario de 40 horas sem fazer nada, e esse projeto aprova brasil foi feito se eu não me engano em junho de 2007 e o laboratorio de informatica só chegou no colégio no ínicio de 2008 ,e não deixam os alunos entrarem no laboratorio e olhe que agora já tá perto do final do ano, e quem disse que no recreio os alunos jogam xadrez? mais uma mentira dessa quadrilha que esta no colégio. e mais nunca eu disse nunca existiu um jornal ou um radio no colégio.
Eu gostaria de pedir que retirassem
pelo menos essa noticia do site por que um colégio como o meu não merece tal mérito . Por que estamos tirando o lugar de outro colégio com trabalhadores honestos . Infelizmente Mucugê não é digna de tal premiação

 

Postar um comentário

<< Home