quinta-feira, novembro 09, 2006

Saúde fará mutirão contra o Diabetes

A Secretaria de Saúde de Itabuna, através da Diretoria de Atenção Básica, estará realizando no dia 18 de novembro, na unidade de referência Hiperdia/Asdita, próximo ao Centro de Cultura Adonias Filho, no Centro de Itabuna, um mutirão para detecção de complicações (olho e pé diabético) relativas ao Diabetes.

De acordo com a enfermeira coordenadora do programa Hiperdia, Paloma Sena, o objetivo do mutirão é, além de detectar algumas complicações causadas pelo aparecimento do Diabetes, também esclarecer à população os principais sintomas da doença e que cuidados devem ser tomados para que o Diabetes não evolua.

Ela chamou atenção para o controle minucioso da taxa de glicemia e da pressão arterial, que são os dois principais fatores de detecção de instalação da doença no organismo. Segundo ela, é importante que se faça este tipo de detecção, pois as complicações destes quadros podem levar à cegueira e à amputação dos membros ou parte deles.

Transporte - Para facilitar o acesso do diabético ao local dos exames, a prefeitura irá disponibilizar ônibus durante toda a manhã, que farão o transporte dos pacientes potenciais de casa até o posto e de volta à sua casa. Os carros farão ponto em local ainda a ser determinado. Assim que estes locais estiverem definidos, serão divulgados nos murais das unidades de saúde da rede municipal.

Paloma lembra que o transporte será gratuito e estará à disposição dos pacientes a partir das oito da manhã até as 13 horas. Ela salienta também que os postos não farão este tipo de atendimento, apenas a unidade do Hiperdia, localizada no bairro Zildolândia.

Prevenção - Outro fator para o qual Paloma chamou atenção foi a prevenção da doença. “É importante que as pessoas não deixem que o Diabetes se instale, pois ele acarreta algumas limitações àqueles que desenvolvem a doença”, alertou. Segundo ela, uma dieta equilibrada, exercícios regulares e controle rigoroso da pressão sanguínea são uma boa forma de se preservar do Diabetes.

Se, mesmo apesar de todos os cuidados, a pessoa desenvolver a doença, esclarece Paloma, a orientação é que os cuidados sejam redobrados, em especial com relação à glicemia, pois o agravamento da doença leva a complicações muitas vezes irreversíveis.

A preocupação da secretaria em fazer este mutirão vem do aumento do número de casos de amputação de membros por conta de complicações causadas pelo Diabetes, do aumento do número de internamentos por insuficiência cardíaca, infartos e acidentes vasculares cerebrais (AVCs), registrados em 2006. (Fonte: Ascom de Itabuna)