quinta-feira, novembro 09, 2006

Floratlântica atrai produtores e especialistas internacionais

As perspectivas do mercado brasileiro e mundial de flores e folhagens tropicais, a expansão da floricultura no sul da Bahia e técnicas de produção são os principais temas do I Seminário e Exposição Técnica de Flores Tropicais da Mata Atlântica (Floratlântica). Despontando como pólo regional de flores tropicais, Ilhéus sediará a primeira edição do evento, que começa no dia 23 de novembro, no Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães. A programação do Floratlântica acaba de ser divulgada. Inclui palestras, oficinas e uma feira de flores tropicais.

O evento será aberto no dia 23, às 19h, seguido de palestra sobre as perspectiva do mercado brasileiro para flores e folhagens tropicais, proferida por Renato Opitz. O segundo dia da feira estará reservado a discussões de mercado e, também, técnicas de produção. A primeira palestra será um exame do mercado de flores de Salvador, seguido de orientações sobre procedimentos para a exportação de flores e conservação pós-colheita de flores tropicais, encerrando-se com a apresentação do programa Flores da Bahia.

Os participantes do evento terão, no sábado (25), palestras sobre produção de arranjos, programa brasileiro de qualidade e certificação de flores e plantas ornamentais, produção e comercialização de abacaxi ornamental e o cooperativismo e a comercialização de flores. Ainda no sábado, haverá oficina de arranjos florais e palestras sobre as perspectivas do mercado mundial e paisagismo com flores tropicais. O Floratlântica será encerrado dia 26 com mini-curso sobre comercialização nacional e internacional de flores tropicais, produção de arranjos e casos de sucesso na exportação de flores tropicais.

Mercado - O I Seminário e Exposição de Técnicas de Flores Tropicais da Mata Atlântica (Floratlântica) reunirá floricultores, empresários e instituições federais, estaduais e municipais no Centro de Convenções. Realizado pela Associação de Floricultores do Sul da Bahia (Florassulba), o evento tem o apoio da Prefeitura de Ilhéus, Sebrae, Banco do Nordeste (BN) e Grupo Predial. O prefeito Valderico Reis disse que a Feira é uma oportunidade para fazer deslanchar a floricultura no sul da Bahia.

Ilhéus é o principal produtor de flores tropicais da região. A programação foi elaborada para fornecer suporte técnico e informações sobre o mercado interno e externo. A feira terá participação de produtores, agroindustriais, cooperativas e empresas de produção e comércio de insumos e implementos agrícolas, sindicatos. Também estão inscritos agentes financeiros e empresas de telecomunicações e informática. A feira também abrirá espaço a ONGs, instituições públicas e privadas de ensino e pesquisa, bares, restaurantes e o Sebrae, que terão estandes no local. (Fonte: Ascom de Ilhéus)