quarta-feira, outubro 04, 2006

Seminário em Ilhéus discute turismo sustentável e infância

A Secretaria de Turismo de Ilhéus (Setur) já definiu a data para a realização do seminário Turismo Sustentável e Infância, promovido pelo Ministério do Turismo e parceiros. A iniciativa pretende sensibilizar os profissionais que trabalham no setor a participar da ofensiva contra a exploração sexual de crianças e adolescentes nas cidades turísticas é o objetivo do evento, que será realizado em mais 24 cidades brasileiras. Em Ilhéus, o seminário acontecerá no dia 7 de novembro.

Nesta quarta-feira (4), técnicos da Setur vão se reunir com a equipe do Sentinela, projeto responsável pelo combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. O encontro acontece na Fundação Cultural de Ilhéus, a partir das 17 horas. A discussão a respeito da estratégia que será utilizada para mobilizar o trade e quais os mecanismos que serão adotados para a realização do evento com sucesso estão na pauta da reunião.

A diretora de Marketing da Setur, Monika Schulter, informou que o evento será realizado nos três turnos. “O evento pretende mostrar como o turismo pode proteger as crianças e adolescentes da exploração sexual, como o profissional deve agir nestas situações, para quem os integrantes da cadeia produtiva do turismo devem denunciar este crime e a quem recorrer”, explicou.

Tanto em Ilhéus quanto nas demais cidades o seminário será ministrado por profissionais das áreas de turismo, ciências sociais, administração e marketing. O público alvo são trabalhadores dos setores de hotelaria, bares, restaurantes e similares, agências e operadoras de turismo, além taxistas, guias e turismo, empresas de eventos, guardas municipais e policiamento turístico.

Com o seminário, os coordenadores pretendem tornar os participantes em multiplicadores contra a exploração sexual de crianças e adolescentes. Ao final do evento, os participantes receberão certificado emitido pela Universidade de Brasília (UnB). Cartazes e selos serão entregues para que eles possam expô-los em seus locais de trabalho. Material didático e inscrições são gratuitos e podem ser feitos no dia do seminário. A meta é sensibilizar mais de 40 mil trabalhadores em todo o país.

“Os seminários são parte de um processo de mudança de cultura necessário para que todos entendam que onde há exploração sexual de crianças e adolescentes a sociedade como um todo perde”, como afirma o coordenador do Programa Turismo Sustentável & Infância, Sidney Alves. Ele entende que, com a exploração sexual, perdem o destino turístico, a sociedade e o país.

Os parceiros do Ministério do Turismo para a realização do seminário são a Federação Brasileira de Conventions & Visitors Bureau (FBC&VB), Universidade de Brasília, (UnB), Serviços Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e integrantes da Câmara Temática do TSI. (Fonte: Ascom de Ilhéus)